Representantes de 20 localidades já estão inscritos para o II Fórum de Cidades Digitais dos Campos Gerais

Em tempos de recessão econômica e momento pré-eleitoral, no qual novos projetos serão propostos nos municípios, evento torna-se estratégico por estimular o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação no desenvolvimento das localidades

No próximo dia 07 de Julho, gestores da região reúnem-se no Cine Teatro Ópera, em Ponta Grossa, com olhar nas cidades inteligentes para a solução de diversos problemas urbanos. O foco do II Fórum de Cidades Digitais dos Campos Gerais, organizado pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Ponta Grossa e Associação de Municípios dos Campos Gerais (AMCG), são as Tecnologias da Informação e Comunicação para aprimorar os serviços públicos e desenvolver as localidades.

Tecnologia da Informação e Comunicação
Tecnologia da Informação e Comunicação

Representantes de 20 localidades já estão inscritos no evento que abordará temas como comunicação e relacionamento dos cidadãos, aumento de arrecadação, digitalização de documentos, planejamento e execução de projetos que estão proporcionando para alguns municípios dos Campos Gerais otimizar a gestão, reduzir custos e, principalmente, facilitar a vida da população com o uso da internet. “Será a oportunidade para que prefeitos, gestores e vereadores compartilhem experiências e conheçam ideias para aplicar em seus municípios. As cidades que estiverem preparadas para o momento de crescimento econômico do país sairão na frente no processo de desenvolvimento, já que se tornarão mais atrativas por esse ambiente de inovação e conectividade”, afirmou o diretor da Rede Cidade Digital (RCD), José Marinho, informando que a programação completa estará disponível no início da próxima semana.

Em 2015, a primeira edição realizada também em Ponta Grossa contou com a apresentação de algumas cidades digitais da região como Telêmaco Borba, Piraí do Sul e Engenheiro Beltrão. Segundo o diretor da RCD, os fóruns e congressos promovidos têm estimulado o surgimento de iniciativas pelo país. “Carambeí, por exemplo, vai mostrar como tem investido em tecnologia para melhorar os serviços e o atendimento ao cidadão”, adianta Marinho.

O II Fórum de Cidades Digitais dos Campos Gerais tem o patrocínio prata do SAJ Procuradorias e apoio da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação, Software e Internet no Paraná (ASSESPRO-Pr). As inscrições são gratuitas para servidores públicos e devem ser feitas pelo http://forum.redecidadedigital.com.br/pontagrossa.

Serviço:

II Fórum de Cidades Digitais dos Campos Gerais
7 de Julho
Ponta Grossa
Cine Teatro Ópera
Início: 8 horas
Inscrições gratuitas para servidores públicos
http://forum.redecidadedigital.com.br/pontagrossa/

A importância de usar HTTPS e manter seu site seguro

Veja dicas, informações e porquê usar o protocolo HTTPS em seu site

O design e conteúdos criativos, embora fundamentais, não são suficientes para garantir a optimização do seu website, uma vez que os portais que utilizam ligações seguras são beneficiados nos resultados de pesquisa dos motores de busca. Estes 3 elementos, em conjunto, asseguram que quem visita o seu site terá à partida uma boa experiência, devendo ser destacado pela Google, relativamente aos que não apresentam estas características.

Para dar resposta ao elemento segurança, poderá utilizar o protocolo de segurança mais comum na internet: https -Hyper Text Transfer Protocol Secure. O envio de dados mediante este protocolo tem em conta princípios fundamentais em redes informáticas, nomeadamente:

  • Confidencialidade na troca de informação entre cliente e servidor, ou seja, quando um utilizador está a consultar uma página web, todas as conversas, atividades ou informações trocadas serão encriptadas;
  • Integridade dos dados, pois estes não poderão ser manipulados durante as transferências sem que tal seja detectado.;
  • Autenticação do servidor (através do uso de certificados, tais como o X.509) que garante aos utilizadores do seu site estarem a interagir com os recursos pretendidos, contribuindo assim para uma relação de confiança. Também é possível autenticar os clientes, através da criação de certificados específicos para cada utilizador, que são instalados no seu browser.

 Qual a diferença entre um site seguro e não seguro?

Antes de prosseguir, convém perceber a diferença entre a forma segura e não-segura de aceder e enviar informação para websites, nomeadamente o HTTP e o HTTPS. O HTTP é o mais comummente utilizado para aceder à informação presente em websites, nomeadamente as imagens e o seu conteúdo. No entanto, quando o website permite a interação e envio de informação por parte do utilizador, como por exemplo um login e uma senha, essas informações são enviadas para o destinatário de forma desprotegida, correndo o risco de serem interceptadas e visualizadas sem o nosso conhecimento. O protocolo HTTPS (a letra “s” extra significa “seguro”),  acrescenta uma camada de segurança, pois nessa mesma situação os dados enviados serão encriptados, tornando-os imperceptíveis a quem os tentar visualizar.

usar-https

Porquê migrar para um ambiente seguro?

A Internet representa uma plataforma aberta e de livre uso, o que significa que não existe um verdadeiro policiamento sobre os conteúdos existentes, nem sobre a forma como estes são disponibilizados, apesar de todas as medidas tomadas pelos operadores de telecomunicações. Este factor reforça a importância de proteger as nossas informações contra fraude ou roubo de identidade. Sempre que alguém inserir informações pessoais num site, por exemplo os dados do cartão de crédito, é importante que o faça num ambiente seguro, evitando que informações confidenciais fiquem acessíveis a utilizadores mal-intencionados. Assim, a integração de mecanismos de segurança, como o HTTPS, é fundamental em sites que envolvem movimentos monetários (i.e., lojas online), e sites com zonas reservadas para diferentes utilizadores. É frequente pensar-se que websites que lidam com informação menos delicada, ou que não têm área de login, não estão tão propensos a ataques, contudo existem determinadas questões que devem ser consideradas… Se o website não tiver mecanismos de protecção é relativamente fácil para alguém mal-intencionado saber que tipo de informação procurámos, e qual o volume de atenção que demos a um determinado tema, pela quantidade de downloads realizados ou pelo tempo despendido numa página específica. Este tipo de “espionagem” pode ser preocupante quando procuramos informação relacionada com saúde, interesses privados escolas para os nossos filhos ou qualquer outro tipo de informação que desejemos manter privada.

 Como saber se um site é seguro?

A existência na barra de endereços de um ícone com o formato de cadeado (que pode estar localizado do lado esquerdo ou direito, dependendo do navegador utilizado) demonstra a certificação de página segura.  A existência desse certificado indica o uso do protocolo HTTPS e que a comunicação entre o nosso browser e o servidor onde a página está alojada, irá ser realizada de forma segura. Podemos verificar a identidade do servidor com um duplo clique no cadeado para exibição do certificado. Muito basicamente, um certificado emitido por uma entidade certificadora fidedigna, indica que o site em questão é autêntico (evitando assim que entremos num site que se está a fazer passar por outro, por exemplo).

A disponibilidade de informação num meio de extrema visibilidade e alcance como a Internet, potencia também atos ilegítimos por parte de terceiros que podem não só afetar o nosso próprio site, mas também os utilizadores do mesmo e outros sistemas. Na eventualidade de um ataque, a imagem da empresa ou do produto fica sempre em jogo.

Ao desenvolver um website preocupamo-nos com a questão de segurança e proteção de dados on-line; consideramos que a segurança em serviços web deve ser avaliada logo desde a sua concepção. Caso tenha alguma dúvida sobre estes aspectos, ou se quiser verificar e tornar o seu site seguro, não hesite em nos contactar através do nosso email ou enviar-nos uma mensagem através do site da WEBSIGN SISTEMAS.