O que é Ransomware e como se proteger

Aprenda nesta postagem de forma simples e direta o que é Ransomware e como proteger sua empresa deste ataque

Oi personas!

Hoje venho abordar um assunto um pouco complicado para os iniciantes e que causa terror para quem administra servidores e gerencia dados. Vamos falar hoje sobre o Ransomware. O nome parece uma marca de Computador (rsrsrs) mas não é! Trata-se de um tipo de Malware, em outras palavras, um tipo de programa de computador mal-intencionado, que tem a finalidade de restringir o acesso a certas partes de dados e a intenção do programa é pedir um certo “resgate” para desbloquear a informação.

O que é Ransomware e como se proteger
O que é Ransomware e como se proteger

O que é Ransomware?

Basicamente é um programa de computador que bloqueia seus dados e pede um valor em troca para desbloquear. O termo ‘ransom’ vem do inglês que significa “Resgate”.

Este tipo de termo surgiu lá pelo ano de 1989, mas foi a partir dos anos 2000 que este tipo de vírus ganhou mais força se divulgando e sendo muito usado entre os criminosos. Para você ter uma ideia de como este tipo de ataque é usado, de acordo com uma pesquisa feita pelo jornal Britânico The Guardian, aproximadamente 40% de todas as empresas já tiveram um ataque deste tipo entre os meses de agosto de 2015 e de 2016. Surreal não?!

Um custo devido a este tipo de vazamento de informação, custa as grandes empresas quase R$ 4.5 milhões, certamente não tiveram o devido cuidado sobre este tipo de ataque ou não tiveram a segurança suficiente para que o ataque não seja efetivado.

Alguns especialistas de internet, afirmam que este tipo de ataque é o crime perfeito, pois são complexas as formas de identificação e rastreio imposta por quem realiza este tipo de ataque. As dificuldades advém das técnicas de navegação utilizadas que são da rede Tor (The Onion Router) a tal da Deepweb e também as formas de pagamento de resgate aceitas pelos Crackers, normalmente realizados através de dinheiro virtual, o bitcoin.

Bom, agora que sabemos o que é Ransomware veremos abaixo como se proteger de possíveis ataques em sua empresa. Ninguém quer ter dados comprometidos não é mesmo?

Como se proteger de Ransomware

Veremos abaixo oito dicas práticas e usuais:

  • A primeira dica é fazer backups. Simples não é? Porém é o mais importante. Realize regularmente cópias de segurança de seus dados críticos. Caso não for possível no momento realizar uma cópia de todo o sistema, então pelo menos dos arquivos de configuração e dos bancos de dados. Uma ideia recomendada, é realizar a cópia dos dados em vários locais, em mídias externas, datadas e criptografas contra acesso não autorizado.
  • Sua empresa usa servidores de e-mail corporativo? Melhore e revise as regras de SPAM no servidor de e-mail. Bloqueie e-mails que contém links de remetentes não conhecidos e não permita anexos maliciosos.
  • Desconfiar sempre das mensagens aleatórias inesperadas mesmo que sejam de familiares conhecidos, pois o vírus se propaga de maneira aleatória e não escolhe os alvos.
  • E-mails bancários são sempre uma forma de capturar dados e receber malwares. Geralmente recebemos e-mails pedindo para acessar tal link para atualizar informações bancárias online. NÃO CLIQUE nestes links. Caso você não tenha lembrado de algum aviso de seu gerente que receberá um link via e-mail. Caso haja dúvidas, ligue para seu banco e pergunte a veracidade da informação.
  • Nos sistemas operacionais, habilite a opção para enxergar as extensões dos arquivos e evite clicar em arquivos com terminações EXE, VBS, SCR (Nos sistemas Microsoft Windows) principalmente vindo de locais não confiáveis. Desconfie sempre.
  • Mantenha sempre o seu navegador atual atualizado, assim impossibilita de algum ataque explorando alguma vulnerabilidade em navegadores desatualizados.
  • Sempre utilizar softwares antivírus robusto e com tradição e reconhecimento de mercado. Atualmente existem vários, porém não vá no primeiro. Sempre procure a melhor opção e qualidade para nos manter protegidos. O ideal é procurar um especialista em segurança da informação para te auxiliar se for o caso.
  • E nos casos em que você tenha sido atacado com um Ransomware ou até outros tipos de Malware, primeiramente desconecte-se totalmente da internet ou da rede local da sua empresa e procure pelo Software para removê-lo. Identificado o programa, procure um profissional de TI para te ajudar a reverter esta situação e realizar, com segurança, os procedimentos necessários. Não recomendamos o pagamento do resgate de forma alguma, pois o financiamento do crime e o criminoso não te dará certeza absoluta de que seus arquivos e dados serão desbloqueados.

Bom gente, por hoje é só. Dei dicas básicas de como se proteger destes tipos de ataque e sempre é bom se manter seguro neste mundo virtual pois a cada dia, pessoas mais espertas estão a procura de falhas de segurança na rede a fim de promover um ataque ou até roubo de dados. Todo cuidado é pouco. Procure consultorias com quem entende do assunto. Caso queira falar com a gente, acesse nosso site.

Abraço a todos e qualquer dúvida ou informações, deixe um comentário, interaja conosco!

Prefeitura de Jaboatão(PE) disponibiliza internet Wi-Fi gratuita em diversos locais do município

Desta sexta-feira (23), sempre que alguém estiver na Praça do Rosário e no Mercado de Jaboatão Centro, no Mercado de Cavaleiro, no Viaduto Geraldo Melo e no Mercado das Mangueiras, em Prazeres, na Igrejinha de Piedade, e no Mercado do Peixe, em Candeias, e quiser acessar a internet de maneira rápida, eficaz e gratuita será possível. Isto porque esses sete lugares são os primeiros pontos oficiais de acesso Wi-Fi gratuito do município. O prefeito Elias Gomes foi à Praça do Rosário para testar o novo serviço e entregar a novidade à população.

Internet grátis
Internet grátis

O Governo Municipal está investindo cerca de R$ 52 mil mensais nesta primeira etapa do projeto Jaboatão Digital, uma iniciativa que vista dotar órgãos e entidades de conexões e redes de alta velocidade, para que mais serviços informatizados possam ser oferecidos, e a disponibilização de Wi-Fi gratuita para população.

A Prefeitura prevê que, nos próximos meses, outros 15 locais também recebam todo equipamento necessário para implantação da conexão. Entre os lugares, o prefeito Elias Gomes citou Cajueiro Seco, Novo Horizonte e Areeiro. “Será possível viajar para qualquer lugar do mundo estando em diversos bairros do meu Jaboatão”, enfatizou o gestor.

Os cidadãos poderão ter acesso aos diversos serviços oferecidos pela Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes no meio digital, como o Portal de Reclamação Online – PROCON, Portal de Concursos e Seleções, Portal da Cultura, Portal da Transparência, Central de Atendimento ao Cidadão – CAC, Cadastro de Habitação do Programa Minha Casa Minha Vida, e a própria Agência Pública de Notícias Acontece.

O acesso é simples e não necessita de nenhum cadastro, senha ou login, basta conectar o Smartphone ou notebook à rede Jaboatão Digital. Para segurança dos usuários, um filtro é realizado pela rede, impedindo o acesso a sites de conteúdos restritos.

Via Prefeitura de Jaboatão.

Prefeitura de Natal adota sistema de gestão de correspondência eletrônica entre secretarias

Na busca por economia e mais agilidade na comunicação entre as suas secretarias, a Prefeitura de Natal passa a adotar um sistema de gestão de documentos eletrônicos, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla). O sistema já foi testado como projeto piloto durante um mês pela Secretaria de Tributação e pela Procuradoria Geral, apresentando resultados satisfatórios.

Prefeitura de Natal
Prefeitura de Natal

Os bons resultados levaram à publicação do Decreto-Lei 11.093, no último dia 8, pelo prefeito Carlos Eduardo, determinando “a utilização do Módulo de Documentos previsto no Sistema de Controle de Informações – PMN como principal ferramenta de comunicação oficial entre os de órgãos da estrutura municipal”. Pelo Decreto, os órgãos municipais têm 30 dias para se adequarem ao novo sistema de troca de correspondência.

“Esse sistema vem trazer mais agilidade e facilitar a comunicação entre as secretarias, além de promover uma grande economia em insumos, como papel e tinta de impressora”, argumenta a chefe da Coordenadoria de Tecnologia de Informação da Sempla, Carolina Barbosa. Segundo ela, a adoção do sistema de correspondência eletrônica partiu de uma orientação do Conselho Municipal de Desenvolvimento, considerando ” os princípios da celeridade, economicidade e da eficiência administrativa”.

Considerando os avanços tecnológicos, que possibilitam melhorias na gestão das correspondências oficiais, Carolina Barbosa diz que uma luta a ser travada é a do uso do papel, “uma cultura que precisa ser vencida”. Ela ressalta que nos 30 dias do projeto piloto mais de 500 documentos transitaram pelo sistema, sem papel e com tempo médio de três dias, quando antes era de cinco. Os resultados foram apresentados em reunião com todos os coordenadores de TI dos órgãos municipais.

Segundo o Decreto municipal, o sistema de correspondência eletrônica deve ser utilizado na modalidade “Ofício” para as comunicações externas e na modalidade “Memorando” para as comunicações internas. Cada órgão deve gerenciar o cadastramento de seus usuários e a implantação do sistema, cabendo a SEMPLA a gestão e manutenção do sistema. Ficam fora da nova modalidade de correspondência, “ as comunicações despachadas em processos administrativos”. O Decreto prevê, ainda, que a comunicação ” deve atender às formalidades hierárquicas, não sendo permitidas as comunicações diretas entre departamentos ou setores de um órgão com outro órgão ou seus departamentos e setores”.

Via Agora RN.

O que é um sistema de gestão de condomínio?

Saiba como gerenciar melhor seu condomínio

Bom.. Hoje em dia cada vez mais cresce o número de pessoas no Brasil e acarretando a isto o número de moradias aumenta drasticamente pois novas moradias vão se formando. Pois bem, com isso as empreiteiras estão cada vez mais investindo em novas construções de moradias mais acessíveis para os brasileiros.
E falando em preços mais acessíveis, casas próprias estão cada vez mais em venda de acordo com os programas do governo e mais pessoas estão realizando seus sonhos de ter sua casa própria. Geralmente, aponta que cerca de 60% dos brasileiros estão preferindo condomínios residenciais para morar, pois oferecem mais segurança, comodidade, privacidade e preços mais acessíveis que residências independentes.
Neste caso, a população morando mais em condomínios, surge a necessidade de um gerenciamento melhor dos moradores dos apartamentos, com baixo custo e que seja realmente funcional. É pensando assim que surge a pergunta: Como gerenciar melhor meu condomínio? A resposta para esta pergunta é fácil: Sistemas de gestão para condomínio.
Basicamente, um sistema de gestão de condomínio é um software (programa de computador) que tem a função de unir cadastros de moradores, fornecedores, ocorrências, manutenções, entre outros em um só lugar. Facilitando drasticamente o trabalho do síndico em organizar os moradores do seu condomínio evitando dores de cabeça.
A empresa de criação de sistemas de gestão Websign trabalha no ramo de criação de sistemas de gestão de condomínios, oferecendo um sistema inovador de condomínios, totalmente fácil de usar, com cadastros de moradores, cadastro de fornecedores, cadastro de animais, cadastro de dependentes, cadastro de funcionários, cadastro de ocorrências, financeiro simples, gerador de boletos automáticos para os condôminos, relatórios variados entre outros. Recomendamos o uso prontamente para seu condomínio.
Então, para saber mais do que a empresa oferece ou até testar o sistema gratuitamente, acesse esta página e teste 15 dias GRÁTIS do sistema sem compromisso. Ao fim dos 15 dias grátis, a empresa cobra uma taxa mensal a partir de R$ 39,99.

Para saber mais: http://condominioweb.online/

Veja 5 dicas essenciais para gestão de estoque

Gestão de estoque de forma inteligente!

Ter um estoque preciso é fundamental para o bom funcionamento de qualquer empresa, independente do ramo no qual ela está inserida. Esse é um setor vital, que quando mal administrado pode gerar sérios prejuízos e até a perda de clientes.

GESTÃO DE ESTOQUES
GESTÃO DE ESTOQUES

Para ajudar nessa árdua tarefa, existem algumas práticas facilitadoras. Temos alguns mecanismos de análise que podem contribuir para reorganizar os funcionários, realinhar estratégias e ter mais controle: os indicadores para gestão do estoque. Quer conhecer quais são os principais? Confira no post de hoje:

Cobertura do estoque

Esse é um dos principais indicadores para gestão do estoque, pois permite medir exatamente por quanto tempo os itens que você tem em inventário serão suficientes para atender a sua demanda sem que haja necessidade de reposição. A grosso modo, ele indica quantos dias, semanas ou meses de estoque temos verdadeiramente à mão.

Para calculá-lo basta cruzar os dados de estoque atual com a previsão de vendas, mas vale lembrar que essa métrica é sujeita às variações do mercado.

Utilização da capacidade de estocagem

Esse indicador serve para medir o nível de utilização da capacidade de estocagem que você possui, ou seja, o quanto você está utilizando da área disponível para armazenar seus produtos. Pelas práticas do mercado, o ideal seria um valor máximo entre 80 e 90% de ocupação.

O cálculo deve ser feito a partir da sua quantidade total de prateleiras ou posições subtraídas do número de prateleiras ou posições ocupadas e, então, convertendo para porcentagem.

Tempo da doca ao estoque

Esse indicador para gestão do estoque serve para medir o tempo transcorrido entre o início da descarga e a disponibilização do material para a separação dos pedidos. Isso permite ver se o setor está com boa fluidez, pois envolve desde a chegada dos produtos, passando pelo lançamento da movimentação no sistema, até a alocação física do material no estoque. A frequência de medição pode ser diária e as melhores marcas do mercado giram em torno de duas horas.

Vendas perdidas por falta de estoque

Como já dissemos, um estoque desorganizado pode acarretar um custo elevado e perda de clientes. Os prejuízos não são só pelo valor da venda perdida em si, mas no prejuízo à imagem da empresa, na insatisfação dos clientes que podem buscar a concorrência e muito mais. Esse indicador ajuda na prevenção desse cenário e foi criado para medir o número de vendas perdidas por falta de estoque. Deve ser lançado pela equipe de vendas e adaptado para cada caso.

Percentual de estoque indisponível para venda

Se você trabalha com materiais frágeis ou perecíveis, o risco de perder produtos se o estoque for mal acomodado e armazenado será grande. Uma equipe mal treinada ou desleixada certamente trará avarias aos produtos e acarretará prejuízos para seu empreendimento.

Essa métrica ajuda medindo o percentual de itens indisponíveis para vendas. Pode ser orçado como o custo do acervo que se tornou indisponível sobre o custo acervo total que você possui.

Esses são alguns dos principais indicadores para gestão do estoque. Eles podem contribuir para que você não tenha prejuízos desnecessários e fazer com que sua empresa funcione com muito mais exatidão.

Nós da Websign temos uma solução simples, com preço baixo e rápida para você que não tem tanto controle com estoque. Quer saber mais? Entre em contato conosco e solicite um orçamento!